Ines Torcato

Portugal Fashion: day 2

Inês Torcato, jovem designer que se mantêm na passarela principal do evento depois da experiência adquirida no espaço Bloom.  Apresentou uma coleção sobre os direitos humanos, a liberdade e igualdade. Um desfile rico em história que nos faz ficar ainda mais apaixonados pela linda coleção de Inês.
A cartela de cores foi nos tons terrosos, caramelo, branco, preto, vinho e estampa em xadrez. Como também vimos muito Max coletes, Max blazer e tecidos como o látex, bastante presente no inverno 19/20. Confiram:

Diogo Miranda, para esta estação Outono-Inverno 19-20 Diogo trouxe uma estação de clássicos, sofisticação e volumes.
Inspirada na personagem de Catherine Deneuve no filme “Indochina”, a nova coleção de Diogo Miranda é pródiga em motivos náuticos, como listras e correntes, usados de forma feminina e com um look clássico. Sobressaem os casacos náuticos em conjunto com calças de marinheiro e o tafetá para criar mangas exageradas e volumosas em contraste com saias plissadas. Ivory, cinza claro, bege, preto, azul-marinho e dourado são as cores escolhidas para a estação fria. Vejam só:

Luis Buchinho, inspirou-se no uniforme das mulheres pioneiras da aviação da década de 1940. O criador privilegiou o couro luxuoso misturado com pelo falso, flanela, malha, lã e feltro. Avultam os casacos com colarinhos gigantes, os sobretudos de aviador e os casacos curtos, boleros e híbridos com variações gráficas particulares (tanto de volume como de forma) e especificidades interessantes no abotoamento. Geométrica, estruturada e composta de zonas onde o mate e o brilho se conjugam com couro e pelo falso, a nova coleção de Luís Buchinho combina peças casuais com os clássicos e manipula materiais e cores criando silhuetas gráficas. Vejam só:

Miguel Vieira, um desfile muito aguardado, que participou 5 vezes no Milano Moda com o apoio do Portugal Fashion.
“Um inverno em África”, a nova coleção de Miguel para o Outono/Inverno 19/20, trouxe materiais mais leves e frescos e os elementos geométricos que lembram estampas étnicos. Bege bronze, laranja ocre, amarelo caril, azul celeste, castanho tabaco e azul-marinho são as cores eleitas por Miguel Vieira, enquanto nos materiais a preferência foi para a bombazina, o veludo (nomeadamente estampado), o pelo, as lantejoulas estampadas e os tecidos acolchoados. A silhueta desta coleção é justa mas informal, com jogos de volume. 

Beiiijos <3

Compartilhe